parallax background

Real Madrid, e só

Pagou o preço
Novembro 21, 2018
“Passeio na pré”
Novembro 21, 2018
 

Com diferenças absurdas de elenco, João Antunes ergue mais uma taça

Não venha você condenar Diego Alemão por essa final de Mundial, não havia muito o que se fazer com um Grêmio totalmente genérico e lento. Chega ser estranho ver o time gaúcho, um dos melhores da américa, sem um elenco de verdade no FIFA, aí não há treinador que segure as pontas contra o melhor time do mundo na atualidade, completo e cheio de craques, e para ajudar tinha um João Antunes no seu comando, que é só o maior treinador da Liga, que havia tropeçado em uma final é verdade, mas ainda continua sendo o mesmo. Diego é um excelente técnico, mas com tantas limitações o jogo seria mesmo o dos contra ataques, e olha, até que foi bem corajoso trocando passes e arrematando em algumas ocasiões.

Um Real Madrid poderoso, um treinador que sabe aproveitar as peças que tem, e nesse caso praticamente todas. Seria defender-se do lado azul e buscar um ataque efetivo, o problema é o jogo insistir em colocar jogadores aleatórios nos times brasileiros, algo terrível e que tira totalmente a emoção de quem torce para os mesmos e tem vontade de um Pedro Geromel liderando sua zaga, um Marcelo Grohe na meta e um Éverton colocando velocidade pelas pontas, infelizmente não sei até quando isso irá acontecer. E no caso de João, administrar e empilhar gols foram tarefa fácil, diante de um time sem personalidade, claro, com o adendo de que a maioria dos absurdos não foram cometidos por Diego, mas pelas deficiências técnicas do time que nem sequer ajudam num simples ‘’um dois’’.


 
48_RS_RealityXP_Libertadores_HARDCORE_Post

 

A facilidade foi tanta que João utilizou Marcelo de ponta esquerda bem avançado, fazendo um ‘’facão’’ e tomando conta na diagonal do campo inclusive marcando gol. Bale subindo como poucos entre uma zaga amarrada ao chão, sem chances. Diego poderia ter feito o gol de pênalti, mas acredito que o desânimo naquela altura era tamanho que bateu de qualquer jeito. Ele chegou a final, e isso não é fácil, ainda mais juntando todas as circunstâncias que o rodeavam, isso só nos faz querer um algo a mais do treinador gremista, que possa voltar com mais força na próxima com um time que faça justiça ao bom futebol que tem na manga. Do contrário não será só o Real Madrid, será João Antunes, e só.

Mauricio Klippel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *